A cidade mineira de Capitólio foi palco das discussões sobre governança do turismo no Brasil

A cidade mineira de Capitólio foi palco das discussões sobre governança do turismo no Brasil

O município de Capitólio foi o anfitrião do Seminário Nacional de Governança para o Turismo, que reuniu de 11 a 13 de julho mais de 700 participantes de 17 estados brasileiros. O evento, que aconteceu no Clube Campestre Escarpas do Lago, também apresentou a Feira de Negócios Turísticos Destinos do Brasil – Edição Minas Gerais, com 37 estandes que expuseram os atrativos turísticos e os produtos gastronômicos e culturais do Sudoeste Mineiro e de outras regiões do estado.

Mais de 700 gestores públicos e empresários do trade turístico de todo o Brasil se reuniram em Capitólio (MG) para discutir governança do turismo — Foto: Divulgação

Mais de 700 gestores públicos e empresários do trade turístico de todo o Brasil se reuniram em Capitólio (MG) para discutir governança do turismo — Foto: Divulgação

Boas práticas em gestão de turismo, alternativas de financiamento, marketing turístico, programas de capacitação e outras ações de apoio ao setor turístico foram os temas de 25 palestras realizadas durante os dias de intensa programação.

O público foi formado por autoridades das esferas federal, estadual e municipal, e por empresários e profissionais do trade turístico. Estavam ali representados, além de Minas Gerais, os estados de Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

Capitólio, experiência exitosa

Município com aproximadamente nove mil habitantes, Capitólio se tornou referência de destino turístico, ao lado de consagrados destinos nacionais e internacionais. Mas, com o aumento do fluxo de visitação, surgiu o desafio de implantar uma gestão visando ao crescimento econômico por meio do turismo sustentável.

Vista dos cânions de Furnas, em Capitólio (MG): belezas do município mineiro são comparadas a importantes destinos turísticos nacionais e internacionais — Foto: Divulgação

O prefeito José Eduardo Vallory relatou aos participantes do seminário a trajetória percorrida pela administração municipal que passou a implantar, há seis anos, planejamentos e políticas públicas para profissionalizar a atividade turística e desenvolvê-la não somente do ponto de vista dos atrativos ligados ao Lago de Furnas, mas também voltados à gastronomia, cultura e qualidade de vida.

O prefeito de Capitólio (MG), José Eduardo Terra Vallory, apresentou a experiência exitosa de gestão do turismo no município, alicerçada em ações de crescimento sustentável — Foto: Divulgação

O prefeito de Capitólio (MG), José Eduardo Terra Vallory, apresentou a experiência exitosa de gestão do turismo no município, alicerçada em ações de crescimento sustentável — Foto: Divulgação

Dentre as ações está a Lei Municipal N. 11 de 2017, Lei do Turismo, que regula os serviços turísticos na cidade. A lei abrange: cadastramento de embarcações e veículos de turismo terrestre (4×4), regras para acesso de ônibus de fretamento (excursões) e implantação da taxa de turismo.

Atrações culturais e gastronômicas

As apresentações artísticas intercaladas na programação do seminário foram uma oportunidade a mais para o público conhecer o talento de artistas locais e regionais. Apresentaram-se durante o evento: o Coral dos Pequenos Cantores de Cássia; a Orquestra de Violas de Cássia; a dupla Bruno César e Luciano; o ator de Capitólio Toshirol Lima, o Coral Municipal Vanda Menezes e a Orquestra de Violas Arraiá dos Franciscos, que juntos encenaram o espetáculo “Seresta do Juca”.

Artistas locais e regionais mostraram aos participantes do seminário de turismo a arte mineira; Orquestra de Violas de Cássia foi uma das atrações no evento em Capitólio (MG) — Foto: Divulgação

Artistas locais e regionais mostraram aos participantes do seminário de turismo a arte mineira; Orquestra de Violas de Cássia foi uma das atrações no evento em Capitólio (MG) — Foto: Divulgação

O público também participou da “Cozinha Show” com o Chef Edson Puiati – que preparou uma peixada com tilápia, ingrediente típico local, e durante toda a programação os participantes puderam degustar queijos, cervejas artesanais, cafés, doces e outras iguarias.

Na feira de negócios que aconteceu paralelamente ao seminário em Capitólio (MG), os participantes puderam degustar queijos, cervejas artesanais, cafés, doces e outras iguarias — Foto: Divulgação

Na feira de negócios que aconteceu paralelamente ao seminário em Capitólio (MG), os participantes puderam degustar queijos, cervejas artesanais, cafés, doces e outras iguarias — Foto: Divulgação

Impacto do seminário nacional

O Seminário Nacional de Governança para o Turismo proporcionou um intenso compartilhamento de informações, produção de conhecimento e troca de experiências, segundo avaliaram os participantes.

“O saldo que a gente faz é extremamente positivo. Terminamos esse evento numa grande felicidade porque vimos aqui o encontro de pessoas de todos os lugares do Brasil. Prefeitos, secretários, vereadores, empresários, enfim, uma troca de experiência imensa e com grande proveito para todos”, afirmou o prefeito José Eduardo Terra Vallory. Ainda segundo Vallory, o turismo deve ser valorizado como o segmento da economia que democratiza o acesso à renda e desenvolve o senso de empreendedorismo.

Também os expositores da Feira de Negócios Turísticos avaliaram de forma muito positiva o evento sediado em Capitólio. Montados com vista estratégica para o belo cenário do Lago de Furnas, os estandes de diferentes municípios e instituições mineiras ligadas ao turismo encheram os olhos com uma infinidade de cores, aromas e sabores.

Feira de Negócios Destinos do Brasil Edição Minas Gerais, em Capitólio (MG), apresentou 37 estandes de produtos turísticos e gastronômicos do estado mineiro — Foto: Divulgação

Feira de Negócios Destinos do Brasil Edição Minas Gerais, em Capitólio (MG), apresentou 37 estandes de produtos turísticos e gastronômicos do estado mineiro — Foto: Divulgação

“O saldo foi muito positivo e as vendas foram muito boas. Esse evento foi muito bom para Capitólio porque é um evento de grande porte e eleva o nome da cidade a um nível nacional”, afirmou Shirley Santos, artesã da Associação dos Artesãos e Produtores Caseiros de Capitólio (Capitart).

Segundo Kleyber Silveira, gestor do Circuito Turístico Nascentes das Gerais e Canastra e organizador da feira, os resultados ainda estão sendo levantados, mas ele adiantou que a satisfação dos expositores foi unânime. “Um dos estandes que já nos enviou os dados comercializou mais de R$10mil em produtos”, informou o gestor turístico.

O Seminário Nacional de Governança para o Turismo foi promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) em parceria com a Associação Mineira de Municípios (AMM) e a Prefeitura de Capitólio. Também contou com o apoio institucional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Compartilhar este post