Piscicultores de Capitólio buscam organizar o setor

Piscicultores de Capitólio buscam organizar o setor

Preocupados com a cadeia produtiva e a comercialização de peixes em Capitólio, a Associação dos Piscicultores do município solicitou ajuda técnica do Sindicato dos Produtores Rurais. Em reunião na tarde do dia 02/04, na UAITEC, participaram representantes do Sistema Faemg/Senar, Sindicato dos Produtores Rurais, Associação, SEBRAE, EMATER, AMEG, Prefeitura de Capitólio e piscicultores que discutiram questões que envolvem a produção e a comercialização de peixes.  

O presidente da Associação dos Piscicultores, Wilson Antônio da Costa, também conhecido por Pantera, está atento às questões do setor, desde a produção com qualidade até a eficiência na distribuição e comercialização. “Nós temos o melhor produto, a melhor tilápia, mas perdemos mercado para empresas de outras regiões, de outros estados”.

A técnica do SEBRAE Fabiana Santos Vilela, pontuou questões sobre os novos mercados, perfil dos consumidores e a necessidade de se trabalhar a marca e o marketing do produto. O gerente do Senar em Passos, Rodrigo de Castro Diniz, destacou a importância da organização do setor através da Associação, por onde seriam detalhados os pontos fracos e fortes e trabalhadas as questões que enfraquecem a categoria, entre elas as questões sobre a legalização.

O Senar Minas, por meio de programa já firmado com o Sindicato dos Produtores Rurais de Capitólio, vai trabalhar no município, em parceria com outros sindicatos, a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) com foco na piscicultura. O programa tem data prevista de implantação para o mês de junho e vai atender 30 produtores, por um período de dois anos, e entre as suas ações poderá contribuir com as solicitações da Associação.

Segundo a técnica do SEBRAE, o processo é lento, pois há muitas dificuldades no setor, mas gradativamente as ações serão implantadas. Entre as solicitações dos produtores, a agilidade na fiscalização do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) em frigoríficos dos pescadores seria solicitada pelo técnico da FAEMG, Wallisson Lara Fonseca, que participou da reunião.

A primeira ação determinada pelo grupo será um mapeamento do setor em Capitólio e região, com foco sobre a produção, comercialização, rota de vendas, sanidade, ambiente externo e interno e potencial do mercado.

Texto de Denise Bueno, assessora de Comunicação do Senar Minas

Compartilhar este post